20 ANOS DE FÉ, AMOR E CARIDADE

16/08/2018 20:12

20 ANOS DE TENDA DE UMBANDA CAMINHEIROS DA LUZ

Fundada em 16/08/1998

 

Há 20 anos, O Pai Ogum Yara, através do Sr. Virgulino, fundou a TENDA DE UMBANDA CAMINHEIROS DA LUZ, deixando claro que a casa que estava sendo fundada, teria uma grande missão, levar a caridade a qualquer lugar que dela se necessitasse e a base desta casa seria a FÉ, o AMOR e a CARIDADE, com conhecimento e muito estudo.

Baseado nisso, após 20 anos muitos textões e varias reflexões, resolvi, nesta data tão especial para nossa casa, escrever algumas linhas sobre as modalidade de crença que vemos nos dias de hoje.

 

O QUE É CRER EM DEUS

Crer em DEUS é, nos dias de hoje, uma luta incessante. Nós temos tantas informações cientificas que fica mais “difícil” acreditar em uma força invisível, não palpável, que tem o poder de dizer e fazer tudo em sua Vida. Lutamos contra as informações deturpadas nas redes sociais, nos youtubes da vida. Informações essas que mais complicam do que explicam;  mais desordenam do que esclarecem; revelam coisas e situações que, se não bem explicadas, transformam os nossos futuros seguidores em pessoas descrentes por contra do jogo de ego e vaidade de o Pai no Santo “A”, ser melhor que o Pai no Santo “B”, pois ele, o pretenso pai no santo “A”,  explica mais fundamentos na internet do que o Pai no Santo “B” que não se manifesta explicando nada na internet.

Prefiro, de verdade, acreditar que estas pessoas que se expõe na internet, queiram mesmo que a religião cresca e se estabeleça, apesar dos absurdos que eu vejo, quero acreditar que eles ainda tem boas intensões. Tá certo que não se explica o fenômeno mediunidade através de um vídeo de internet, muito menos como se fundamenta uma tronqueira, ou como se faz um fundamento de Exú em sua residência, até porque fundamento só pode ter a mão de Sacerdotes consagrados, senão se torna apenas assentamento de forças. E pior, se você não souber o que esta fazendo, você estará assentando forças que você desconhece, achando que é o seu guardião e é um quiumba bem do bom, se passando por seu guardião. Esta difícil de acreditar, muito difícil.

Está difícil acreditar em DEUS porque o homem apossou-se DELE e disserta ELE da forma que mais lhe apraz, que mais lhe rende lucros ou mais e mais seguidores, mesmo que estes seguidores vivam na ignorância, ou melhor, quanto mais ignorante melhor.

Se somos seguidores das religiões fundamentalistas, nosso deus é um deus de punição e extremamente cruel, pois ele, apesar de pregar e exigir o perdão, o amor, a consciência e a união em alguns casos, se você errar, ele lhe punirá com uma loucura, dor eterna, chamada de inferno. E se for do Sexo Feminino será ainda pior, pois a mulher terá que, ou ser submissa ao marido, ou será apedrejada. E por ai vai.....

Se somos seguidores das religiões neo-pentecostais, o nosso deus é um deus da prosperidade, do proposito(desafio) e do dinheiro. Se tem dinheiro tem deus, se não tem, deus não se agrada.

Se somos seguidores de algumas religiões de matriz africana, tudo é feitiço e custa dois “X” para resolver e se você quiser receber aquilo que deus te reservou, você tem que fazer o santo e pagar quinze, dezesseis ou ate vinte “X”, para depois poder continuar cobrando os dois “X” dos seguidores.

Só não consigo enxergar que deus é esse que pune, machuca , ameaça e condena ou se você “pagar pra ele” você encontra a salvação na terra com abundancia financeira, sem esforço, apenas pagando para que DEUS LHE DÊ O SEU DINHEIRO.

Eu, Sacerdote Umbandista, com formação universitária, com profissão, sou chamado de atrasado, de louco, macumbeiro, de adorador de demônios e tantos outros adjetivos criados e ditos por pessoas que professam essas religiões tão “adiantadas”, enxergo um DEUS diferente. Enxergo um DEUS que vive, sinto ELE na minha vida, tenho  ELE dentro de mim.  Tenho a certeza que este DEUS que eu sigo, Onipotente, Onipresente, Onisciente, Oniquerente, é um DEUS de misericórdia, de amor, de respeito, de dignidade, de evolução, de crescimento material de acordo com meus esforços (meritocracia), e que me ensinou a dar de graça o que eu de graça recebi.

Um DEUS PAI, que perdoa, que mostra onde estão os erros, que ensina, que chora quando erro, que sorri comigo quando acerto, que se comunica comigo nos meus desesperos e festeja comigo nas minhas vitorias. Sinto isso desde que me reconheço por gente.

Que pede de mim apenas meu amor incondicional à ELE, à SUA criação e SUAS criaturas. Que me colocou à disposição SUAS Qualidades Divinas, denominadas Orixás.

Que, mesmo eu errando tanto, ainda coloca à minha disposição, seres iluminados, que já passaram por coisas e situações parecidas com o que eu vivo nesta minha vida, seres esses denominados Entidades Espirituais.

Que me dá a oportunidade, mesmo com tudo isso colocado a minha disposição, se eu ainda errar, ainda me deixa reparar meus erros através da reencarnação.

Nunca entendi que um PAI, pois é assim que vejo DEUS, como PAI MISERICORDIOSO que me ama e me orienta, alegrar-se-ia de punir um filho por toda eternidade, enviando esse ser que ELE mesmo denomina de filho, aos infernos eternos da ignorância humana. Esse DEUS de misericórdia não pune, ele apenas lhe informa quais as punições que você, isso mesmo, você se colocará, de acordo com seus erros e suas falhas (meritocracia).

Não é DEUS que pune. Não são os Orixás que punem. Quem pune, aliás, se pune, é você mesmo. Você erra, você paga.  

É, por outro lado, extremamente gratificante, quando um seguidor, um fiel, um médium nos diz que está feliz pois a sua vida, depois das orientações da entidade da casa em que você se atrelou, mudou drasticamente, da agua para o vinho e que ela esta feliz por ser seguidor da Umbanda. Sem divulgações de vídeos na internet, sem vídeos nos youtubes da vida, sem alarde. Apenas trabalhando de forma reta, ordenada, seguindo as raízes do que aprendemos e passando o conhecimento como nos foi pedido. Em Direção ao alto, olho no olho, pessoalmente.

Posso ser quadrado, antiquado, mas esse é um dos motivos de nossa casa, estar no dia de hoje, completando 20 anos de historia e, cumprindo fielmente o que me foi pedido em seu nascedouro:

Levar a caridade a qualquer lugar que dela se necessitasse e a base desta casa seria a FÉ, o AMOR e a CARIDADE, com conhecimento e muito estudo.